Olá visitante, faça seu login ou cadastre-se!

Carta de Posicionamento sobre Empresas Credenciadas que Prestam Servicos de Vistoria

Carta de Posicionamento sobre Empresas Credenciadas que Prestam Servicos de Vistoria

Carta de Posicionamento sobre Empresas Credenciadas que Prestam Serviços de Vistoria

 

O SINDVIST lamenta quem não em memória ou pior aqueles que que fazem críticas sem buscar analisar um passado tão curto onde somente 30% das vistorias eram realizadas nos postos físicos do DETRAN, e mesmo esse percentual tão pequeno era feito por meio do decalque, sem registro e utilizando-se apenas do conhecimento empírico de alguns servidores ou ainda de intermediários sem qualquer compromisso com uma vistoria bem feita.

Hoje é fácil levantar a voz por trás dos teclados em grupos de whatsAPP, criticar o excesso de empresas, criticar o preço praticado por concorrentes, a forma que "fulano" realizou o seu trabalho, ou ainda o excesso ou ausência de fiscalização, mas o que convidamos a séria reflexão é sobre a corajosa atitude de DETRAN/SP (apoiado pelo Governador) de cumprir a lei e credenciar centenas de empresas para realizar as atividades que antes não eram a contento.

Em dois anos foram credenciadas mais de 2 mil empresas, gerados 14 mil empregos diretos, e 50 mil empregos indiretos. Em dois anos todas as mais de 450 mil vistorias realizadas mensalmente foram inseridas e são inseridas on-line no sistema do DETRAN, ficando armazenadas para consulta e apuração de eventuais erros.

O Estado de São Paulo saiu na frente, é o Estado com maior número de ECVs por frota, é o Estado com modelo de sistema mais maduro interligado com os demais sistemas do DETRAN e da Polícia.

Também não podemos esquecer que a população antes das ECVs ficando debaixo de sol e chuva, em filas intermináveis para realização das vistorias na maioria dos postos do DETRAN.

Poderíamos juntar as informações históricas e notórias acima outros diversos benefícios trazidos pelas ECVs, mas não é o objetivo dessa nota. Nosso objetivo principal é lembrar que toda nova atividade demanda tempo de maturação, onde com os erros e sugestões fazem o processo ficar sempre melhor.

Também não poderíamos deixar de citar que na presente semana, centenas de empresas foram suspensas, seja por não terem comprovado possuírem equipamentos obrigatórios exigidos desde março, seja por realizarem vistorias sem a atenção exigida.

Não compactuamos com empresas que descumprem a legislação, e não fecharemos os olhos quando soubermos que maus profissionais possam inserir no setor. A empresa de vistoria credenciada é em primeiro lugar uma extensão do DETRAN e por isso deve seguir as regras com a precisão técnica exigida por seu órgão credenciador.

Por isso parabenizamos ao DETRAN/SP na pessoa de seu diretor Maxwell Borges de Moura Vieira, pelo brilhante trabalho feito em favor da população.  "

 

Valter Menegon

Presidente. Sindvist.sp